EUA autorizam medicamento para tratar melanoma avançado

A agência americana de controle de medicamentos (FDA) autorizou a comercialização do Yervoy (ipilimumab) do laboratório Bristol Myers Squibb - um tratamento destinado a prolongar a vida das pessoas com melanoma em estágio avançado, segundo comunicado publicado nesta sexta-feira.

"Yervoy é a primeira terapia aprovada pela FDA que demonstrou claramente prolongar a vida de enfermos com metástase causada por melanoma", disse Richard Pazdur, diretor do escritório de avaliação de tratamentos anticancerosos da FDA. O melanoma, um câncer de pele, é uma das formas mais letais da doença. Sua incidência registrou um grande aumento, entre outras formas de tumor nos últimos 30 anos.

O estudo clínico da fase 3 em 649 pacientes em vários países demonstrou que os tratados com Yervoy sobreviveram dez meses depois do diagnóstico, contra os seis meses e meio dos enfermos que receberam uma vacina experimental anticancerosa.

O ipilimumab é um anticorpo monoclonal administrado via intravenosa, sendo geralmente bem tolerado. Este anticorpo pertence a um novo tipo de medicamentos que ativam as células T (timócitos), uma categoria de linfócitos que desempenha um papel importante na resposta imunológica celular.

Segundo a OMS, o câncer de pele é responsável por 66 mil mortes no mundo a cada ano, 80% deles por causa de melanomas. Mais da metade dos pacientes têm menos de 59 anos. Nos Estados Unidos, foram diagnosticados 68.130 novos casos de melanoma em 2010 e morreram 8,7 mil pessoas, segundo o Insituto Nacional do Câncer americano.

Fonte:

Terra