Março / 2015

Luz natural pode ser uma aliada na terapêutica contra lesão de pele causada pelo sol

Terapia fotodinâmica com luz do dia: Uma nova opção no tratamento de queratoses actínicas

A queratose actínica, também conhecida por ceratose actínica é uma lesão de pele causada pelo sol, que se caracteriza por uma superfície áspera. Normalmente aparece em áreas expostas do corpo, como rosto, colo,  antebraços e  mãos. Em homens calvos pode acometer o couro cabeludo. Pode ser uma lesão isolada, mas normalmente é múltipla, agredindo toda uma área exposta cronicamente ao sol. Como a queratose actínica pode evoluir para um câncer de pele, deve ser tratada. 

Dentre os tratamentos para combater a queratose actínica está a Terapia Fotodinâmica (TFD), com aplicação de ácido 5-aminolevulínico ou metil aminolevulinato tópicos, seguida de irradiação com LED de luz vermelha ou azul. Este é um método já bastante utilizado na Dermatologia, sendo também  indicada para tratar algumas formas de câncer de pele. Dentre as vantagens da TFD destacam-se a eficácia, quando bem indicada, a segurança e a excelente resposta cosmética.

Hoje, uma nova forma de se aplicar a Terapia Fotodinâmica utilizando o mesmo agente fotossensibilizante tópico é com a luz natural do sol, em substituição ao LED com luz vermelha ou azul. “Apesar da fama de ser o vilão para a saúde da pele, o Sol também tem o seu lado terapêutico. Essa nova técnica é conhecida como Terapia Fotodinâmica com luz do dia e tem a vantagem de ser um método praticamente indolor”, revela o dermatologista Dr. Beni M. Grinblat (CRM-SP 84426) membro da SBCD-Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica e dermatologista do Hospital Israelita Albert Einstein.

Segundo o especialista, os primeiros trabalhos publicados com Terapia Fotodinâmica com luz do dia foram realizados para tratamento de múltiplas queratoses actínicas na face e couro cabeludo. “Os resultados revelaram que o método é indolor e após uma única sessão apresentou uma regressão do quadro com diminuição do número ou mesmo ausência das lesões”.

O método

Na Terapia Fotodinâmica com Luz do Dia, após o preparo adequado da pele, é aplicado um filtro solar que bloqueia a radiação ultravioleta que é nociva à pele. Em seguida, administra-se um agente fotossensibilizante. Neste momento, o paciente é orientado a se expor à luz do dia, por um determinado período.  Depois da exposição, é necessária uma limpeza da pele, aplicar um filtro solar e não mais se expor ao sol durante o dia.

O tratamento deve ser sempre orientado e supervisionado por um dermatologista, que fará o correto diagnostico, indicação terapêutica, acompanhamento da evolução do tratamento e dará as orientações necessárias para o paciente, afim de que os resultados sejam os mais satisfatórios”, orienta Dr. Grinblat. 

A Terapia Fotodinâmica com Luz do Dia é mais uma opção terapêutica no tratamento de queratoses actínicas finas da face e couro cabeludo, sendo indicada, principalmente para lesões múltiplas.

Num alerta final, Dr. Beni Grinblat enfatiza que o paciente nunca deve apostar na automedicação para tratar queratose actínica. “Somente um médico dermatologista pode identifica-la e trata-la corretamente”, finaliza.

 

Sobre a Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD)

Fundada em 1988, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) atua nas áreas de Cirurgia Dermatológica e procedimentos relacionados, por meio da promoção do ensino, pesquisa, realização de congressos e eventos científicos. A Cirurgia Dermatológica é uma área da Dermatologia que engloba todos os procedimentos realizados na pele e tecido celular subcutâneo, sejam eles diagnósticos, cirúrgicos, cosmiátricos ou oncológicos.

A SBCD atua somente segundo normas éticas e padrões técnicos rigorosamente aprovados pela comunidade científica mundial. Com 1500 associados, a SBCD está entre as maiores sociedades de Cirurgia Dermatológica do mundo.

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica é formada apenas por associados altamente qualificados, detentores de título de especialista e aprovados por rigoroso concurso e prova realizada e certificada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e Associação Médica Brasileira (AMB).  

 

Mais informações à imprensa:

Sther Comunicação Integrada

Tel.: (11) 2351 2771

Sandra Santos – sandraliz.santos@terra.com.br

www.sthercomunicain.com

Março / 2015

Veja mais: